Refugio Neumeyer – Valle del Chalhuaco

 Refugio Neumeyer em Bariloche: Um lindo lugar para desfrutar da neve e da natureza.

Bom dia,
Continuamos com muito movimento na cidade e recebendo aos turistas que estão chegando a Bariloche. Para aqueles turistas que estarão chegando em agosto, recomendamos que realizem um dos dois passeios de invernos mais lindos e preferidos por todas as idades e perfis, a caminhada a Lagoa Congelada  de manhã (das 9 as 16 hs) ou a caminhada com raquetes conhecida como “Vivencias” à tarde (das 14 às 16 hs).
A proposta destes passeios é ter contato com o bosque nevado realizando diferentes atividades. Estas excursões incluem o traslado, subidas em  jeeps 4×4, trilha, ski bunda e refeição. Na caminhada a Lagoa Congelada, a refeição é um almoço que inclui sopa, um guisado de montanha e sobremesa, lembrando que o único à parte são as bebidas escolhidas. No passeio da tarde, se realiza uma trilha até um mirante com raquetes, na volta da caminhada é servido uma degustação de queijos e frios com bebidas.
Recomendo para as famílias com crianças pequenas, o passeio da tarde onde a caminhada é mais curta, aproximadamente 1 hora no total. Durante o dia, a caminhada a lagoa congelada dura por volta de 2 horas no total e a trilha é sem raquetes, por possuir algumas pendentes.
Agora o melhor de tudo, neste mês de agosto os organizadores abaixaram as tarifas e realizaram pacotes promocionais para as famílias constituídas por 2 adultos e 1 menor até 15 anos e outro para 2 adultos e 2 menores até 15 anos. Para ver os valores oficiais destes passeios e de outros, clique aqui.
Vale lembrar que as saídas do Espacio Neumeyer são exclusivas e por turno são no máximo 18 pessoas.
Abaixo, compartilho fotos do Espacio Neumeyer:
Um lindo lugar para curtir em família e com amigos, recomendado para todas as idades!
Como sempre, esperamos por vocês para brindar o melhor atendimento para os brasileiros em Bariloche!

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

6 pensamentos

  1. Oi Sabrina!
    Obrigada pelas dicas dos passeios, nas férias de Julho iremos eu, meu esposo e nosso filho de 13 anos, estou pesquisando os passeios, queria saber se as agências que programam os passeios buscam a gente no hotel, ou se precisamos usar táxi.
    abraço,
    Gissiane

Deixe uma resposta