Quanto custa uma viagem a Bariloche no inverno?

 
Estou especialmente escrevendo esta postagem porque já estou recebendo muitos emails perguntando qual é o gasto estimativo para viajar a Bariloche no inverno que vem.  A realidade é que neste momento, por vários fatores, eu não posso dar esta resposta corretamente, quando se trata de gastos na cidade . Mas especulando e esperando para ver o que de fato acontecerá com a economia aqui, vamos supor que um turista deveria trazer para gastar por dia em Bariloche com passeios, atividades roupa e alimentação, entre 600 e 700 reais (será?).  O que tenho observado atualmente, em média, é que um pacote de passagem e hotel 3 estrelas está em Bariloche está custando em torno de 4000/ 4500 reais para o próximo inverno.  Pode parecer caro, mas com a desvalorização do real e a alta do dólar, viajar para qualquer destino internacional ficou caro, ainda mais no inverno em Bariloche, que oferece várias atividades que são mais custosas e requerem uma organização especial (como a manutenção das estações e parques invernais e contratar trabalhadores extras e temporários em zona fria, que por lei deveriam ganhar um plus), sem contar a alta demanda de turistas nesta época, principalmente em julho. Obviamente, Bariloche é um destino muito buscado no verão também, principalmente por turistas europeus e americanos, mas nesta época os gastos são menores, ainda mais na primavera e no outono.  O legal é cada vez mais brasileiros estão viajando a Bariloche fora do inverno e podem constatar que a cidade oferece muito mais que neve.

 

O que já se pode ir pesquisando  são os valores de hotéis e passagens em páginas como decolar, booking, expedia, submarino, trip advisor, etc  e das companhias aéreas, Aerolineas Argentinas e Lan, que são as que chegam até Bariloche regularmente.

 

Na semana passada assumiu o Presidente Macri  (que faz e sempre fez oposição ao partido da Cristina) e por enquanto, o seu Ministro de Economia não pronunciou nenhuma medida estraordinária.  A situação econômica na Argentina neste momento é um enigma com o início deste governo, não sabemos o que acontecerá com o peso, o dólar, o câmbio e a inflação. Portanto, agora é muito difícil estimar gastos para o inverno do ano que vem, temos que esperar mais um pouco para analisar a situação com mais claridade.

 

Foto: Facebook Macri Presidente 2015

 

Com relação ao câmbio, este novo governo tinha anunciado em sua campanha que iria eliminar a trava para que os argentinos comprem moedas estrangeiras, conhecida aqui como “cepo cambiario”, também tinha comentado que iria equiparar o dólar paralelo e o oficial, aliás, disse que iria eliminar o câmbio blue, o mais usado nos últimos anos. O problema é que ainda não se sabe se o dólar oficial será igualado ao paralelo de hoje, que está um pouco mais de 14 pesos por 1 dólar, ou se estará próximo ao atual câmbio oficial, que tem rondado 9,70 pesos. O real oficial está atualmente por volta de 2,50 pesos (1 real) e o paralelo, 3,40 pesos, com tendência à queda. Muitos economistas estão especulando que o dólar oficial poderá chegar valer bem mais de 15 pesos, se aproximando dos 20 pesos, mas por enquanto são especulações. Se realmente acontecer isto, o peso se desvalorizará ainda mais, o que será ruim para os argentinos e bom para os turistas estrangeiros que visitarão a Argentina.

 

Em Bariloche neste momento estão todos organizando a temporada de verão e os prestadores de serviços de inverno não estão nem perto de divulgar tarifas, até porque não sabem o que acontecerá com a economia. Muitos leitores estão entrando na postagem escrita em dezembro do ano passado onde comentei sobre gastos (veja aqui), mas não deixem de considerar que esta informação não está tão atualizada, apesar de que ajuda a dar alguma noção.

 

Aqui no blog estão os valores da temporada de inverno passada (veja aqui), o que poderia ajudar a ter uma idéia dos gastos com passeios, que a cada ano vinham sofrendo um reajuste entre 20% e 25%. Mas será que será que a inflação continuará assim? E aí no Brasil, o que acontecerá com o real? Qualquer novidade estarei comentando aqui no blog.

 

Depois da temporada de verão, estaremos iniciando os preparativos para a temporada de inverno do ano que vem, com muitas novidades para os brasileiros. Estarei divulgando tudo através do meu blog. Provavelmente estaremos realizando reservas antecipadas a valores promocionais, mas no momento certo estarei anunciando. Quem virá no inverno que vem e desejar receber futuramente as novidades, é só entrar em contato por email paara que o mesmo já fique registrado.

 

 
Foto: Emprotur

 

Eu sigo aqui firme e forte, para quem viajará a Bariloche nesta época e desejar marcar um horário comigo na agência para organizar um roteiro, é só enviar um email a sabrinapoinho@gmail.com
 
 
Se aproximam as festas, nos encontramos em Bariloche?
 
 

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

14 pensamentos

  1. Bom dia!

    Já é oficial, ontem foi eliminado o “cepo” cambiário na Argentina. O dólar oficial aumentou muito como se esperava, quase se igualando ao que era antes o paralelo. Ontem 1 dólar estava sendo comprado a 13,95 pesos nas casas de câmbio e 1 real acima de 4 pesos. Analisando a cotação atual, por enquanto, convém um pouco mais trazer reais para trocar por pesos. Esta nova medida do governo aparentemente favorece os turistas estrangeiros e desfavorece os argentinos, já que o peso oficialmente está mais desvalorizado ainda e claro, os salários também. Algumas casas de câmbio ainda estão esperando orientação para começar a comercializar as moedas estrangeiras, portanto não todas estão funcionando ainda. Vamos seguir acompanhando as notícias.

    Ótimo fim de semana!

  2. Olá Sabrina! Muito legal o seu site, parabéns! Tu organizas deslocamento para as pistas de ski/snowboard? Aluga equipamentos para esportes na neve? Sabe quanto se gastará mais ou menos com os meios de elevação final de junho de 2016? Obrigado!

  3. Boa tarde Nebenzahal, obrigada!

    Organizamos os traslados para as estacoes de ski e sempre realizamos convênios com alguma escola de ski que possui loja de equipamento, mas ainda naao temos nenhuma tarifa para o inverno. A empresa que administra o Cerro Catedral por enquanto está vendendo somente os passes para residentes.

    Se você desejar, me envie um email à sabrinapoinho@gmail.com para que eu já possa ter o seu entre os meus contatos e desta maneira, te enviar mais adiante as novidades de inverno.

    Um abraço

  4. Olá Cristhiane,

    Para Villa La Angostura trabalhamos com passeios que saem de Bariloche e voltam no mesmo dia, como Villa la Angostura e Cerro Bayo no inverno, o Circuito Grande fora do inverno e San Martin de Los Andes que passa por Villa La Angostura, durante todo o ano.

    Beijos

  5. Olá Sabrina, muito legal seu blog, gostaria de saber quanto em média um casal econômico gastaria por dia em Bariloche, incluindo passeios e claro a estação de ski ? Nesse inverno de 2016. E quando é a melhor época para irmos e gastar menos ? Kkk

  6. Bom dia Francyelle, obrigada!

    Mais ou menos uma pessoa gastaria entre os passeios e saídas para comer uns 500 reais por dia. É claro que é possível deixar de fazer algumas coisas e abaratar os custos ou fazer de tudo e nao economizar em restaurantes gastando mais de 500 reais por dia. Fazendo uma estimativa bem vaga já que também tudo depende da oscilação do câmbio, um casal gastaria em média uns 1000 reais por dia no inverno em Bariloche.

    É um pouco mais barato vir no início de setembro, mas é claro, os meses de mais neve sao julho e agosto.

    Se você desejar, me envie um email à sabrinapoinho@gmail.com para que eu já possa ter o seu entre os meus contatos e desta maneira, te enviar mais adiante as novidades de inverno.

    Um abraço

  7. Sabrina,
    Uma familía com 4 pessoas (2 adultos e duas crianças – 13 e 10 anos) como eu deveria fazer o cáculo diário?

  8. Bom dia Frank!

    Nossa, que pergunta difícil, rssss

    Brincadeiras à parte, para você saber de fato os valores, o ideal seria pesquisar bastante os valores dos pacotes em agências da sua cidade e até mesmo em páginas da internet como o Booking, sao muitas as ferramentas na internet para você organizar a sua viagem. O cálculo depende de vários fatores, da data e época escolhida para viajar, tipo de alojamento, que passeios irao fazer, qualidade da roupa alugada, tipo de restaurantes frequentados, compras, etc. Nao existe um cálculo único.

    Sem levar à risca esta estimativa, imagino que mais ou menos uma pessoa adulta gastaria por dia no inverno em Bariloche entre os passeios, roupas e saídas para comer uns 600/700 reais em média, uma criança, um pouco menos.

    Se você desejar, me envie um email à sabrinapoinho@gmail.com para que eu já possa ter o seu entre os meus contatos e desta maneira te enviar em breve as novidades dos passeios de inverno.

    Abs

  9. BOA TARDE SABRINA, TE ENVIEI UM E-MAIL E NÃO SEI SE VC RECEBEU… ESTOU COM UMA DÚVIDA TREMENDA…. O CIRCUITO CHICO É COMPOSTO PELOS CERRO CAMPANÁRIO, OTTO? QUAIS SÃO OS MELHORES PASSEIOS, SENDO QUE VOU FICAR AI 5 DIAS COM MEU MARIDO? QUAL TELEFÉRICO É MAIS INTERESSANTE? QUERIA RECEBER TAMBÉM AS NOVIDADES E TARIFAS PARA O INVERNO QUANDO TIVER.MEU E-MAIL É ACFISIOTERAPIA@YAHOO.COM.BR
    OBRIGADA!
    UM ABRAÇO
    ANA CAROLINA

  10. Bom dia Ana Carolina,

    Já estava chegando no seu email para te responder, mas já te escrevo por aqui mesmo. O Cerro Campanario é uma das paradas do Circuito Chico, mas deve ser pago nas bilheterias desta montanha. O teleférico do Cerro Otto você poderá fazer por conta própria, nao é parada do Circuito Chico.

    Todos os teleféricos sao interessantes e cada um tem a sua particularidade, se puder conhecer todos, melhor. Eu coloquei aqui no blog algumas sugestões de roteiros para 6 dias, já que a maioria dos turistas ficam 7 noites, é só dar uma olhadinha e analisar qual passeio você descartaria, de acordo ao seu perfil. Te passo o link:

    Já te adicionei no listado de pessoas que viajarão no próximo inverno para te manter informada sobre qualquer novidade da agência.

    Vamos nos falando e não preciso nem falar que será um prazer recebê-los em Bariloche!

    Um abraço

  11. Ola sabrina, primeiramente muito obrigado pelas excelentes informações. Estou indo para Bariloche no inicio de setembro. Gostaria de saber se vale a pena levar reais até Bariloche ou se seria melhor trocar em Buenos Aires?
    Em buenos Aires terei só 1 hora de conexão no aeroporto então teria que trocar na casa de cambio oficial do aeroporto.
    um grande abraço

  12. Bom dia, obrigada!

    Atualmente o câmbio do Banco Nacion está similar ao que pagam no paralelo, mas nao saberia te dizer se isso estará igual em setembro. É sempre bom nao trocar tudo de uma vez em um só lugar, até porque alguns comércios aceitam moedas estrangeira a uma boa cotaçao. Como a economia na Argentina é oscilante, o jeito é ir acompanhando as páginas de câmbio, como a “Ambito financiero” da Argentina.

    Abraços

Deixe uma resposta