Navegação a Isla Victoria e Bosque de Arrayanes.

 
Este é um dos passeios imperdíveis de Bariloche  que se pode fazer durante todo o ano todo, independente do clima.

O passeio sai do Porto Pañuelo que está a 25,5 Km de distancia do centro, no caminho do circuito chico e está ao lado do emblemático Hotel Llao Llao. Se você não quiser pagar o traslado da empresa desde o seu hotel até o porto poderá ir de ônibus comum (o número 20).

 

 

A navegação visita a Peninsula de Quetrihue onde se encontra o Bosque de Arrayanes, que pertence a Villa La Angostura, que é uma cidadezinha de Neuquén onde se faz outra excursão tradicional (já irei comentar sobre ela).  Neste bosque está a famosa casinha que dizem que inspirou Walt Disney a fazer o desenho Bambi. Tenho a obrigação de dizer-lhes que infelizmente Disney nunca esteve neste bosque, são só boatos, mas não contem isto para as crianças! Não se decepcionem com esta revelação, a casinha (antes era a casa de um pioneiro e hoje em dia, uma confeitaria) e o bosque são lindos e te fazem sentir em um conto.  A árvore do Arrayán é uma das mais lindas dos bosques de Bariloche, o tronco tem uma cor canela clara bem diferente, possui folhas verdes pequenininhas e lindas flores brancas, realmente chama muito a atenção. Por dentro do Bosque tem uma trilha toda de madeira em forma circular e super acessível, sendo finalizada na confeitaria.

 

 

 

 
No passeio também se navega até a maior ilha do Lago Nahuel Huapi, a Ilha Victoria, famosa pela sua história sobre a chegada de alguns pioneiros na cidade e a introdução de espécies exóticas na Patagônia.  Aí se encontram várias trilhas, casas históricas, praias, restaurante e muita natureza, está tudo bem sinalizado com cartazes. Depois de conhecer a Ilha, se navega de volta até o Porto Pañuelo.

 

 

No total são três trechos de navegação e é possível que a mesma primeiro chegue até a Ilha Victoia e depois, se visita o Bosque, durante o ano podem ocorrer pequenas mudancas no horário ou na ordem do itinerário. É muito interessante estar do lado de fora do barco e observar as montanhas ao redor e as gaivotas que perseguem o barco em busca de um pedacinho de biscoito que os turistas dão com a mão (foto clássica).

 

 

Horários da excursão considerando o transfer saindo do centro (mesma tarifa): das 9:00 às 17:00 hs ou das 10:45 hs às 18:15 hs (vai modificando dependendo da época)  ou de 12:30hs às 18:15 hs.   Nos dois horários é feito o mesmo itinerário, a diferença é que na primeira saída o tempo de permanência na Isha Victoria é maior.

Para saber as tarifas atualizadas dos passeios, entre aqui

Passeio recomendado para fazer durante todo o ano e para todas as idades!

Qualquer dúvida sobre este passeio ou qualquer outra consulta é só escrever para sabrinapoinho@gmail.com

Até a próxima!

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

11 pensamentos

  1. Sabrina, olá.

    Irei ai na época da primavera em novembro. Gostaria de saber o valor dos passeios, serão os mesmo do inverno?

    Fico no aguardo.

  2. Bom dia Larissa!

    Sim, os valores dos passeios tradicionais serao os mesmos em novembro, algum deles que é possível realizar em novembro: Circuito Chico, Tour ao Cerro Catedral, Tronador, San Martin de los Andes, Isla Victoria e Bosque de Arrayanes, El Bolson.

    Beijos

  3. Oi Sabrina, boa tarde!
    Irei para Bariloche em Julho próximo e gostaria de saber se há algum pacote que seja Isla Victoria e Bosque de Arrayanes + Cerro Bayo. Pelo que entendi, eles ficam próximos, é isso mesmo?

  4. Boa tarde Renata,

    Estes passeios sao diferentes, um é terrestre e o outro, lacustre. Você poderia tentar fazer os dois, já que em nada se repetem e sao acessos e caminhos diferentes.

    Beijos

  5. Oi Sabrina, o passeio de barco vende separado, sem o transfer da agência, caso queira ir de carro? Se sim, onde compra e quanto é? Obrigada

  6. Bom dia Nanne, na verdade o transfer, que é opcional, é da empresa Cau Cau. Se tiver carro, você poderá ir por conta própria ao porto. Reservamos o passeio de barco na agência, seja no setor regular ou na área vip.

    Beijos

  7. Olá,
    gostaria de fazer o passeio Ilha Victoria amanhã, e gostaria de saber se é possível adquirir no Porto, pois me parece mais vantajoso do que com agências. Afinal, não oferecem transporte, ingresso e nem refeição. Gostaria de saber sua opinião.
    Obrigada pela atenção.

  8. Bom dia Priscilla,

    O valor deste passseio e dos outros sao tabelados, ou seja, comprando em uma agência ou no porto pagará o mesmo, nao existe o “vantajoso”. Na agência poderá contratar ou nao o transfer de ida e volta ao porto da mesma empresa que faz a navegação, valor também tabelado. Ingresso ao Parque e Nacional e taxa de embarque tem que pagar lá no porto contratando em qualquer lado, isso também nao altera. A área vip com lanche do barco da Cau Cau é opcional, valor tabelado.

    Beijos

  9. Olá, Sabrina!
    Tenho um pouco de medo de andar de barco…
    A embarcação balança muito ou é tranquilo?
    Parabéns mais uma vez pelo blog!
    Adoro as publicações!
    Estarei aí em Bariloche em setembro! 😊

    1. Bom dia Fabiana, obrigada! O barco normalmente nao balança muito e sempre procuramos acomodar a navegacao em um dia de pouco vento. Te esperamos na nova agência que estamos armando em Bariloche, em breve estaremos divulgando as novidades. Bjs

Deixe uma resposta