Quando será possível viajar novamente?

O que fazer diante das incertezas sobre a volta do turismo após a pandemia?

Bariloche, inverno sem turistas

Para atualização sobre a situação da pandemia e do turismo em Bariloche e Argentina, acesse aqui.

Bariloche viveu em 2020 um inverno histórico. O sonho da maioria dos brasileiros que visitam este destino aconteceu: muita neve caiu na cidade. Mas sem turistas para aproveitar. Centros invernais fechados e o início de uma quarentena obrigatória que vai progredindo em direção à reabertura ao longo de um processo de 6 etapas. A razão disto, todos nós sabemos: a pandemia, que vai marcar para sempre a nossa geração.

Milhares de brasileiros tiveram que cancelar ou postergar as suas viagens tão sonhadas a Bariloche. Por outro lado, nós que trabalhamos na atividade turística, também estamos diante de muitas incertezas e buscando a melhor maneira possível de seguir adiante. Muitos de vocês, com seus sonhos interrompidos e/ou adiados, acompanham a situação com a gente pelas nossas redes sociais. Saber quando será a reabertura do turismo internacional ainda é a maior incógnita dos viajantes e das empresas vinculadas ao setor.

Bariloche, ruas vazias no centro.
Saudades de navegar no lago Nahuel Huapi

“Sou brasileiro e não desisto nunca!”

Digam o que quiser de nós brasileiros, mas isso aqui é a mais pura verdade: “Sou brasileiro e não desisto nunca!” A esperança do brasileiro não tem coronavírus que derrube. Principalmente quando se trata de viajar para Bariloche. Todos os dias nossos seguidores e passageiros nos perguntam: Quando será possível viajar a Bariloche? O Cerro Catedral está aberto? Consigo viajar em julho? Em agosto? Em setembro? Esse ano? Já tem data pra abrir a fronteira com o Brasil?

Diante de todas estas incertezas (e da esperança!), o máximo que aconteceu foi o Cerro Catedral abrir para residentes de Bariloche e, depois, para alguns poucos viajantes que cumpriram a quarentena de 14 dias.

Seguimos com muitas indefinições, a não ser os protocolos sanitários, que estão bem definidos para estações, hotéis, aeroportos, comércios, agências de viagem etc. Bariloche também apresentou desde muito cedo um plano gradual e bem claro para deixar a quarentena e reabrir em fases.

Bariloche 2019 e 2020

A situação em Bariloche

Para ter a versão mais atualizada da situação em Bariloche, confira o nosso post dedicado a isso.

Previsão para Brasil e Argentina

Analisando a situação atual de contágios na Argentina e no Brasil, chegamos a uma conclusão: não podemos dar certezas e previsões concretas sobre a volta do turismo. Estamos na “mão” do controle desta pandemia em ambos países.

Podemos ver que em alguns destinos que tiveram antes a chegada do Covid-19, como em alguns países da Ásia e da Europa, uma nova onda da pandemia após a chegada do verão e as saídas das quarentenas. ´⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Quando voltarmos aos poucos à normalidade, irei visitar lugares próximos a Bariloche (onde moro), como Villa La Angostura

Para quando planejar sua viagem a Bariloche

O nosso conselho para quem tem data para viajar a partir de dezembro em adiante, é esperar um pouco mais e já verificar com o hotel e a companhia aérea se é possível deixar a data em aberto e esperar um pouco mais para tomar uma decisão de remarcar a viagem. Também saber a possibilidade de poder remarcar a viagem para o ano que vem sem transtornos, se for necessário, em uma suposta piora das situação.

Diante das incertezas, o que recomendamos para quem tinha viagem marcada para este ano e cujo foco são as atividades na neve: remarcação da viagem para o ano que vem, entre o final de junho e o início de setembro de 2021. Quem não tem o único interesse de ver neve, mas sim quer desfrutar de muitas outras atrações que Bariloche tem a oferecer, quem sabe uma viagem a partir do verão.

Acreditamos que toda esta situação, fará com que os brasileiros também conheçam Bariloche em outras estações, o que seria maravilhoso e recomendamos muito. A principal atração de Bariloche são as paisagens, não só a neve.

Bariloche off-season is the new black!

Depois de toda esta loucura, seguramente evitaremos querer viajar a lugares com muita aglomeração e grandes centros urbanos. Após tanto tempo encerrado e sem poder viajar, os destinos de natureza e com espaços mais livres serão uma ótima opção. E eis a nossa querida Bariloche como destino perfeito para viajar na nova normalidade, principalmente em épocas fora da alta temporada de inverno.

Aqui no blog você poderá encontrar vários posts sobre diferentes épocas na cidade, além de várias imagens com informação nas nossas redes sociais. O nosso Instagram vem crescendo muito neste último ano e nele estamos colocando as informações mais atualizadas.

Uma coisa sim podemos ter mais certeza diante de toda esta situação. Depois do confinamento que boa parte do mundo está enfrentando, a maneira de fazer turismo não será como antes. Seguramente evitaremos grandes aglomerações e ao sair do nosso local de residência, buscaremos lugares onde será possível ter mais contato com espaços ao ar livre, sem muvuca e que nos passe segurança.

Uma das tantas belas paisagens de Bariloche, interessantes para conhecer em diferentes estações

Volta das reservas de passeios na Destino Sul

Quando tivermos uma previsão mais concreta sobre quando será possível viajar, divulgaremos a volta das reservas dos passeios de Bariloche na página da nossa agência, a Destino Sul. No momento, decidimos suspender temporariamente a comercialização dos passeios de Bariloche enquanto as previsões seguirem indefinidas.

Prometemos que aqui no blog e em todas as nossas redes sociais, seguiremos informando todos vocês e mostrando tudo sobre Bariloche e este histórico inverno. Aqui você vai ter informação, transparência, experiência, ajuda para se planejar e, sobretudo, uma agência de viagens e blog que seguem cúmplices de você e do seu sonho.

Consultas: atendimento@barilocheparabrasileiros.com.br

Avatar

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

Deixe uma resposta