Quando é a melhor época para ver neve em Bariloche?

Quando tem neve em Bariloche? Qual é a quantidade de neve em cada mês em Bariloche e qual a probabilidade de nevar?

Cerro Otto. Foto: Goran Magister.

Todo brasileiro que planeja ir a Bariloche nas primeiras vezes faz esta pergunta: Quando tem neve em Bariloche? E suas infinitas variáveis: Em junho tem neve? Setembro ainda dá pra esquiar? Quando tem neve certa em Bariloche? Até quando neva? Em que mês neva? Sempre tem neve? E por aí vai… Vamos resumir a resposta a isso tudo em 1 gráfico:

Nevômetro

Quer entender melhor a questão da neve e das nevadas em Bariloche? Então vamos em frente.

Prever o futuro com antecedência de meses é muito difícil, até mesmo para a meteorologia. E o clima é definido por uma série de variáveis complexas que podem mudar a cada ano. Assim sendo, se não podemos dar uma resposta objetiva sobre o futuro, o melhor a fazer é dar uma resposta objetiva sobre o passado.

Em vez de “Quando tem neve em Bariloche?”, a pergunta certa é…

Quando teve neve em Bariloche?

Isso mesmo. Se você não está perguntando quando tem neve em Bariloche para daqui a 24h ou alguns dias no máximo, esqueça o futuro e olhe para o passado. A forma menos insegura de saber quando terá neve é sabendo quando teve neve. E aqui mostramos um histórico da neve em Bariloche dos últimos anos.

Quando tem neve em Bariloche

No gráfico acima, a área correspondente à precipitação de neve é o roxinho. Podemos ver que as precipitações começam a aumentar em março e abril. Em maio, as precipitações crescem ainda mais, até atingir o ápice em junho, o mês com histórico de maior nível de precipitação.

Ao longo de junho essa precipitação tem cada vez mais a forma de nevada, alcançado o auge das nevadas entre junho e julho. Começam então a reduzir lentamente ao longo de julho e oscilam para o alto novamente, mas com bem menos intensidade, entre agosto e setembro. Acredite, existe um nadica de roxo em abril e menos nadica ainda em outubro. Vejamos no detalhe:

É possível nevar até no verão em Bariloche, mas isso é um evento muito raro e isolado. E uma nevada só no verão não faz alta temporada de inverno!

Por que a alta temporada de inverno é julho e agosto, se historicamente neva mais em junho?

Em maio a neve começa a cair com mais regularidade e acumular nas montanhas. Esse processo vai aumentando progressivamente e se intensifica muito ao longo de junho. Mas lembre-se de que essa neve está em processo de acumulação. Assim, o auge da precipitação e das nevadas não é o auge do acúmulo. Para uma estação de esqui e os centros invernais abrirem para atividades de neve, é preciso ter muita neve acumulada nas montanhas e isso normalmente acontece a partir de final de junho a começo de julho.

Junho é o mês de maior precipitação e julho o mês mais frio e ainda com boa precipitação também (mas já decrescente), o que mantêm a neve acumulada. Em agosto, que ainda é bem frio (um pouquinho menos) já conta com toda neve acumulada ao longo dos meses anteriores, o que garante a qualidade da neve para os centros invernais. Em setembro, a temperatura começa a subir e se inicia lentamente o degelo, reduzindo não só a quantidade, mas também a qualidade da neve.

Quando tem neve em Bariloche - temperatura

Ver neve e ver nevar

Já vimos que o mês que tem maior probabilidade de nevadas é junho. E os meses com maior probabilidade de terem neve acumulada são julho e agosto, a alta temporada. Os brasileiros, principalmente aqueles que vêm a Bariloche pela primeira vez, têm dois grandes objetivos, embora não os diferencie muitas vezes: ver neve e ver nevar.

Por incrível que pareça, em junho há maior probabilidade de ver nevar do que em julho ou agosto. Mas em junho você provavelmente verá menos neve acumulada nas montanhas do que em julho ou agosto. A neve, diferente da chuva, se acumula. E isso, no inverno e nas montanhas, pode durar meses. Em 2020, a neve chegou a atingir mais de 2 metros de espessura no topo do Cerro Catedral, a maior estação de ski da América Latina.

Neve na cidade e neve na montanha

Quando falamos de chuva/nevada e de acúmulo de neve, é importante entender a diferença entre cidade e montanha, assim como entre a base da montanha, seu nível intermediário e o seu topo.

Na montanha é muito mais comum nevar do que na cidade. Normalmente, durante o inverno, quando está chovendo na cidade de Bariloche, está nevando nas montanhas.

Às vezes neva na cidade também. E às vezes neva tanto e por tanto tempo, que essa neve se acumula. Determinados dias, começa a nevar de noite na cidade e essa neve dura a noite toda, ao longo da madrugada. Quando acordamos de manhã, vemos a cidade toda branquinha, toda coberta de neve. Mas é uma neve superficial e que pode ao longo do dia se desfazer.

Há dias, no entanto, que na cidade neva a noite toda, amanhece nevando e pode seguir nevando por alguns dias seguidos ou com alguma intermitência. Nesse caso, a neve pode acumular ao ponto de você precisar usar botas de neve para caminhar pelas ruas.

Em julho de 2019, nevou tanto que o aeroporto precisou fechar, algumas estradas foram bloqueadas e as ruas de Bariloche foram tomadas por uma grossa camada de neve. As crianças brincavam de skibunda em ruas fechadas pela impossibilidade de circular carros. Pessoas faziam bonecos de neve com a altura de jogadores da NBA. Em frente à casa da Sabrina, dois garotos fizeram um enorme iglu!

E se na cidade está assim, imagina na montanha?! Em julho de 2020, aconteceu algo parecido na cidade. Muita neve acumulada nas ruas. Na base do Cerro Catedral, mais de 60 cm de neve, e no topo, mais de 2 metros!

Ok, mas que mês é melhor, então, para curtir a neve em Bariloche?

Os meses mais seguros para curtir a neve em Bariloche são julho e agosto. Ou seja, os meses de alta temporada. No entanto, final de junho e início de setembro costumam ter todas ou boa parte das atividades de neve funcionando. Algumas chegam até outubro. Tudo vai depender do clima. Considere que quanto mais próximo do início de junho ou do final de setembro, menores vão ficando as chances de se aproveitar a neve.

Por conta disso, no Brasil, as passagens aéreas para Bariloche costumam ser consideravelmente mais baratas, por exemplo, nos dias 30 de junho ou 1 de setembro, do que nos dias 1 de julho e 31 de agosto, que correspondem oficialmente ao primeiro e ao último dia da alta temporada. Podemos dizer que custo e mais neve estão diretamente relacionados, em tese.

Planeje a sua viagem com a Destino Sul, nossa agência oficial

Se tiver qualquer dúvida ou mesmo para planejar a sua viagem com a nossa agência Destino Sul, mande um email para a nossa equipe em atendimento@barilocheparabrasileiros.com.br.

Alejandro Sainz

Autor: Alejandro Sainz

Alejandro é irmão da Sabrina e sócio-diretor do Bariloche para Brasileiros. Músico e publicitário brasileiro e argentino, nasceu em Buenos Aires, mas cresceu e vive no Rio de Janeiro. Ficou tão deslumbrado quando conheceu a Patagonia e Bariloche, que compôs uma música chamada “Patagonia” com sua banda de rock, que virou disco e videoclip realizado apenas com filmagens da região. Seu lugar preferido é a estepe patagônica. Também é louco pelas cervejas artesanais, chocolates e tudo que é “ahumado” (defumado) da região: comida, cerveja, molhos etc.

2 pensamentos

    1. Oi, Mariana! Essa pergunta é quase tão difícil de responder quanto quando começou a chover no Rio de Janeiro em 2020. Nevar é algo que acontece esporadicamente e pode nevar num caso raro e isolado até no verão. Se não me engano, chegou a nevar algum dia de março de 2020, por exemplo. A partir de maio começar a ter maior precipitação e até a nevar mais. Por isso se inicia aí o acúmulo de neve, que se intensifica em junho e chega ao ápice em julho e agosto. Abraço!

Deixe uma resposta