Novo coronavírus (COVID-19): situação em Bariloche e Argentina

Manteremos este post atualizado sobre a situação em Bariloche, Río Negro e Argentina em relação ao novo coronavírus, COVID-19

novo coronavírus, covid-19, reunião com Alberto Fernández
Reunião interministerial encabeçada pelo presidente argentino para definir medidas de combate ao novo coronavírus.

Última atualização: 19/3/2020, 23h00.

Resumo

Fronteiras fechadas a todos os meios de transporte até o dia 31/3. Ninguém entra ou sai.

Quarentena total e obrigatória para todos, incluindo turistas, até o dia 31/3.

Existem 128 casos de Covid-19 confirmados e 3 mortes.

Não há evidências de transmissão comunitária.

quarentena total coronavírus
Argentina, 19/3/2020: presidente Alberto Fernández anuncia quarentena total até 31 de março.

Presidente argentino anuncia quarentena total

Na noite de 19 de março de 2020, o presidente argentino Alberto Fernández anunciou a quarentena geral e obrigatória. Ninguém pode sair de casa, com a exceção de comprar comida ou remédio.

O presidente anunciou que será inflexível e que qualquer pessoa violando a quarentena estará cometendo crime contra a Saúde Pública e será multado e sofrerá as consequências da lei.

As fornteiras estão fechadas. Ninguém entra ou sai por qualquer meio de transporte, seja a pé, carro, ônibus, tens, aviões etc.

Leia a decisão na Carta do Presidente aos Argentinos na íntegra.

Assim sendo, a nossa agência Destino Sul em Bariloche estará fechada até o dia 31 de março. Recomendamos que todas as viagens marcadas para este período sejam canceladas ou preferencialmente adiadas.

As regras de quarentena em vigor na Argentina

  • Fechamento das fronteiras argentinas até o dia 31 de março.
  • Quarentena total. Incluindo para turistas. Só é permitido sair à rua para comprar comida ou remédios.
  • Quem violar a quarentena estará cometendo crime contra a Saúde Pública, sujeito a multa e punições cabíveis.
  • Não haverá aulas pelo mesmo período.
  • Todos os maiores de 65 anos estão licenciados para que fiquem em suas casas longe da possibilidade de contágio, já que são um grupo de risco. Os idosos terão também horários de atendimento exclusivos em lugares como bancos e centros de saúde.
  • Pequenos comércios, lojas e mercados de bairro estarão abertos para suprir necessidades essenciais, mas todos os demais comércios como shoppings, super e mega mercados estarão fechados.
  • Todos os eventos e atividades esportivas, turísticas, culturais etc estão suspensos.

 

Tráfego internacional entre Brasil e Argentina

As fronteiras argentinas com todos os países estão fechadas. Ninguém pode entrar ou sair por qualquer meio de transporte. Todos os turistas de qualquer nacionalidade que estejam na Argentina devem cumprir a quarentena.

Números atualizados na Argentina do novo coronavírus – COVID-19

O Ministerio de La Salud de La Nación em seu último informe do dia 19/3/2020 reportou que, até agora, a maioria dos casos de Covid-19 na Argentina são importados com transmissão local de contatos próximos. Não há nenhuma evidência de transmissão comunitária ainda.

Há um total de 128 casos confirmados de Covid-19 na Argentina, dos quais 3 faleceram. Os demais se encontram em quarentena.

Não existe nenhum caso confirmado de Covid-19 em Bariloche até agora.

Os países considerados zona de transmissão do novo coronavírus são: Brasil, Chile, Estados Unidos, Europa, China, Coreia do Sul, Japão e Irã.

Você pode acompanhar relatórios diários do Ministério da Saúde sobre a situação do novo coronavírus na Argentina aqui.

Fontes de informação confiáveis e oficiais sobre o COVID-19

Para além do vírus, a desinformação e o alarmismo acabam sendo uma grande preocupação. É muito importante que a gente se informe e se atualize apenas através das fontes confiáveis sobre o tema, que são a Organização Mundial de Saúde e, no Brasil, o Ministério da Saúde e a Fiocruz, por exemplo. Você pode verificar e se atualizar sobre o corona vírus da forma segura nos seguintes sites: Fiocruz e Ministério da Saúde do Brasil. Na Argentina, fonte de informação confiável está no Ministerio Salud de La Nación e nos perfis de Instagram @MunicipalidadDeBariloche e @rionegrogob.

Recomendamos também a excelente série de vídeos informativos feita por alguns dos infectologistas mais respeitados do Brasil.

Alejandro Sainz

Autor: Alejandro Sainz

Alejandro é irmão da Sabrina e sócio-diretor do Bariloche para Brasileiros. Músico e publicitário brasileiro e argentino, nasceu em Buenos Aires, mas cresceu e vive no Rio de Janeiro. Ficou tão deslumbrado quando conheceu a Patagonia e Bariloche, que compôs uma música chamada “Patagonia” com sua banda de rock, que virou disco e videoclip realizado apenas com filmagens da região. Seu lugar preferido é a estepe patagônica. Também é louco pelas cervejas artesanais, chocolates e tudo que é “ahumado” (defumado) da região: comida, cerveja, molhos etc.

Deixe uma resposta