Conheça algumas opções de restaurantes em Bariloche

Conheça aqui no blog algumas opções de restaurantes em Bariloche para todos os gostos e bolsos. Os meus favoritos: clique aqui

 

Alguns restaurantes são muito buscados e recomendados para comer comidas típicas ou tradicionais em Bariloche, como por exemplo, Familia Weiss (trutas, veados, carnes, massas, etc), El Boliche del Alberto (carnes ou massas), El Patacon, Don Molina, Alto El Fuego, El Refugio del Montañes, La Parrilla de Julian, La Parrilla del Tony, El Nacional, Nuevo Gaucho, A los Bifes, Rincón Patagonico (carnes), La Marmite, Chez Philippe e La Alpina (fondue), Cervejaria Blest, Berlina, La Cruz, Yesca, Bachmann, Manush, Kunstmann e Antares (cerveja artesanal), Cassis e Buterfly  (gastronomia elaborada  em passos), El Mundo, La Brava, Girula,  “L´Italiano”, “Las pastas de Gabriel”, Di Como, Linguini, Il Gabbiano (massas), Breogan, Los Pinchos (comida espanhola, peixe e mariscos), Kostelo, Holly Restobar, Familia De Caso(cardápio variado), Ren, El Vegetariano (comida vegana e/ou vegetariana).


Também estão as opções de comida Rápida, além do Mc Donald´s, Rock Chicken, Lo de Carlitos (crepes) e Morphis.

Para comer um delicioso lanche na tarde recomendo as confeitarias das chocolatarias Rapa Nui, Mamushka e Del Turista.

 

Além das opções anteriores, vou falar de três restaurantes nos quais vou com frequência e gosto muito.  O primeiro é o Vegetariano, que está na Rua 20 de Febrero 730, em frente à Praça Belgrano. Neste lugar você será atendido pelo próprio dono (se chama Mário e é uma simpatia) e seus ajudantes. Sempre que vou aí peço o colorido prato principal, no qual vem montado com várias coisinhas de verduras e algum carboidrato (nhoques de beterraba, crepe de espinafre, verduras cozidas, arroz integral e alguma outra invenção da casa) e você pode escolher que o prato venha com peixe ou todo vegetariano, como milanesa de soja ou berinjela. Você também pode pedir sucos de frutas típicas, como o de framboesa, mas geralmente eu tomo uma tacinha de vinho ou uma cervejinha para acompanhar, rsss. Também tem opções de saladas e sopas do dia. O ambiente é super tranquilo e familiar, muitas vezes colocam como música ambiente alguma musica popular brasileira ou bossa nova. Uma ótima opção para comer algo gostoso e saudável, sem falar que este restaurante não é caro, se comparado a outros restaurantes de Bariloche.

 

O outro restaurante no qual costumo ir é o Mexicano Dias de Zapata, que está na Rua Morales 362. Neste lugar, as pessoas que atendem são bastante simpáticas e o ambiente é bem acolhedor, com uma decoração típica mexicana. Aí servem uma deliciosa margarita frozen de limão e também de framboesa, pêssego e maracujá. O cardápio é bem variado e além das comidas típicas mexicanas, tem outras opções de carnes, saladas, peixes e sanduiches. Gosto muito de pedir um prato que chama “Sueco Volador” aonde vem várias coisinhas para experimentar e comem de duas a três pessoas.

 

 

 

Outro lugar interessante para comer fora, onde os residentes de Bariloche frequentam muito e aos poucos os turistas vão conhecendo, se chama “La Fonda del Tío”, que está no final da Rua Mitre, n° 1130. O ambiente é grande e tem muitas mesas, mas sempre tem espera já que tem um bom preço e a comida é abundante e saborosa. Este é o melhor lugar para comer uma típica milanesa argentina, principalmente à napolitana, uma porção completa deve ser compartida porque é muito grande. A lasanha à bolonhesa das sextas à noite ou os “sorrentinos” (que é uma massa grande e redonda recheada) de presunto e queijo de todos os dias são também uma boa pedida. Na parte de baixo do restaurante inauguraram uma “parrilla”, que é um lugar onde se come carne com cortes diferentes ao que estamos acostumados no Brasil. 

 

 

Bom apetite!

 

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

4 pensamentos

  1. Sabrina, estive esta semana em Bariloche e encontrei um restaurante perto do hotel, que vale a pena ser divulgado. É o “La Vizcacha”, na Vice Alte. O'Connor, 630. A comida é boa e os preços bem em conta. A decoração do lugar é de uma típica estância gaúcha.
    Obrigado, pelas dicas.

    Claudio – Porto Alegre

  2. Bom dia Claudio!

    Obrigada por compartilhar esta dica aqui no blog, eu conheço este restaurante, está perto da onde eu moro. A rua Vice Almirante O`Connor está paralela ao lago e é onde se encontra a catedral da cidade.

    Qual prato do restaurante Viscacha você recomenda?

    Um abraço grande e até a próxima!

  3. Sabrina, vimos seu comentário sobre la fonda del tio e no primeiro dia que chegamos em Bariloche, dia 13 de agosto agora, fomos jantar nesse restaurante: eu, minha mãe, minha esposa e dois filhos. O garçom que nos atendeu, um senhor de idade, nos atendeu com impaciencia, quase gritando, virava as costas para atender outros quando estavamos falando e riu com deboche quando perguntamos se tinha algum suco. Jogava os pratos em cima da mesa como se fosse quebrar. Minha família perguntou se os argentinos eram rudes assim ou se era a cultura. Quando fomos pagar a conta falou novamente gritando quando perguntei quanto seria o valor em dólares pois nao tinhamos pesos, e jogou as notas de doláres em cima da mesa e virou as costas. Apesar de nao falar espanhol bem percebi, e todos na mesa também, que ele falava com certo deboche por sermos brasileiros e sem nenhuma paciência. Claro que chamei o gerente e fiz uma reclamação, paguei a conta e disse que nunca voltaríamos ao lugar e que ficamos com uma péssima impressão, em nosso primeiro dia em Bariloche.

  4. Boa noite Robson,

    Que chato isto que aconteceu com vocês, é uma pena. Eu geralmente vou comer com frequência neste restaurante, até porque é perto da minha casa, e nunca me trataram desta forma, ao contrário, estou surpreendida com o seu depoimento. Também é a primeira vez que alguem me relata uma experiência negativa sobre este restaurante, que apesar de simples, está sempre cheio e é muito frequentado aqui em Bariloche, seja por residentes ou turistas.

    Apesar desta má experiência, espero que tenha desfrutado da sua estadia em Bariloche.

    Um abraço

Deixe uma resposta