O que fazer à noite na cidade de Bariloche?

 

Muitos quando chegam a Bariloche me perguntam o que podem fazer para se divertir à noite na cidade. Apesar de Bariloche ser uma cidade relativamente pequena e na qual predominam as atividades em contato com a natureza durante o dia, existem algumas opções para poder curtir um pouco a noite.

Para as pessoas que preferem sair para tomar alguma coisa em um lugar interessante que tem boa música, Bariloche conta com vários bares tipo “pubs” que vendem cerveja artesanal e ficam cheios de gente. No centro, perto do Centro Cívico, subindo um pouco, estão concentradas alguns dos principais bares de cerveja artesanal: Antares, Manush, Ruta 40, Santino, Vikingos, Konna, South Bar, Bachmann.   Outro lugar conhecido é o bar “Wilkenny”(San Martin 435), onde sempre depois das 1 da manhã  tem um DJ para animar o lugar. Muito perto deste lugar está o Cassino, que além de ser um lugar para jogar, oferece todos os dias, espetáculos e gastronomia de alto nível. O interessante é que todos os domingos, no cassino, tem um show ao vivo de tango e uma pista onde dançam os residentes de Bariloche que gostam deste estilo.

 

 

 

À noite a Rua San Martin é mais movimentada que a Rua Mitre, já que possui maior concentração de bares e restaurantes, além do cassino, que brinda alguns shows com entrada gratuita no restobar que está no subsolo. Na rua que está paralela a San Martin, atrás do Hotel Panamericano, está o interessante Bar do Gelo (Ice Bar), que abre as suas portas a partir das 19 Hs.

Destino Sul - Bariloche para Brasileiros

 

Depois existem as opções mais específicas durante o inverno, como as excursões noturnas que envolvem uma atividade de aventura e gastronomia. São elas: os passeios de moto ou cuadriciclo de neve que se fazem na montanha e as caminhadas noturnas pelo bosque nevado. Este tipo de proposta sempre oferece um jantar depois da atividade dentro de um refugio de montanha, costumam servir fondues, tábuas de queijos e de frios defumados patagônicos, vinhos e vários tipos de bebidas, guisados de montanha e sobremesas de frutas típicas. Existem várias opções, entre elas podemos mencionar: “Noche Nórdica” (adoro!), ”El Refugio, em Arelauquen”, “La Cueva” no Cerro Catedral, Caminhada noturna com lanternas, no Refugio Neumeyer. Aqui no blog escrevi sobre todos estes passeios de inverno.

 

 

 

 

Para quem vem a Bariloche fora do inverno e gostaria de vivenciar um jantar na montanha, em um típico refúgio com lareira e iluminado à luz de velas, uma possibilidade é ir ao Refugio Berghof, que apesar de não ser possível dirigir um veículo de neve , este lugar tem como grande atração a realização de shows ao vivo como os melhores artistas locais, sem contar a vista espetacular que podemos desfrutar ao fazer uma pequena caminhada por uma trilha até este refúgio.

 


E você, não gostaria de curtir a noite em Bariloche no alto da montanha?

 

Autor: Sabrina Poinho

Sabrina, autora e fundadora do Bariloche para Brasileiros, é barilochense e carioca de coração, mas mineira de nascimento. Se formou em Bariloche como guia regional da Patagônia, se tornando a primeira brasileira a ter este título. É louca com a gastronomia de Bariloche e só sendo louca por vôlei também para tentar manter a forma com tanta comida boa no friozinho patagônico. Está casada e mora em Bariloche há mais de 10 anos por culpa de um argentino que é físico atômico e irradiou o seu coração...

Deixe uma resposta